Crise de fé?

Há momentos em que a vida nos derruba e nos sentimos tentados a sucumbir à desorientação. Às vezes nem são situações demasiado dramáticas, são apenas circunstâncias com défice de sentido ou eventualmente contextos nos quais sentimos ou sabemos que não temos controle absolutamente nenhum… A perda de controle é uma catástrofe para o ego e para o nosso senso de segurança… Somos obrigados a uma rendição forçada.

Mas o que é isso da rendição?

A rendição é a aceitação de um desfecho que pode parecer menos favorável para nós, é a aceitação de que nem tudo tem de ser como nós queremos ou desejamos. Ou seja, por vezes perdemos uma batalha mas não perdemos a guerra, é preciso entender o quadro todo; “THE BIG PICTURE”!… A rendição não é uma desistência, é uma entrega! É estarmos dispostos a confiar em algo que não controlamos. É confiarmos sem garantias e sem medos. É desistirmos de “controlar” resultados, porque às vezes o resultado que queremos para nós é bem aquém daquele que nos espera de verdade.

31318087_10156215016106877_5020724379982495744_n

A vida não traz garantias, nunca sabemos o que vai acontecer a seguir… nem mesmo no dia seguinte. Tanto podemos ser surpreendidos com algo maravilhoso como podemos receber uma notícia menos bonita de um momento para o outro. Ambas nos podem mudar a vida, porque, como sabemos (do pouco que ainda sabemos), a vida é impermanência constante e tudo muda a cada segundo…

Quem somos? O que devemos fazer? Para onde caminhamos e evoluímos?

Esperavam uma resposta neste texto?

As perguntas são o caminho que se vai desenrolando dia após dia. Quanto mais trabalho de cura, auto-conhecimento e desenvolvimento pessoal e espiritual, mais perguntas surgirão e provavelmente menos respostas. A vida não é uma ciência exata e previsível.

A pergunta é a resposta e aquele que pergunta é aquele que tem o poder de responder. Ainda que por vezes, possa ser ajudado ou encaminhado…

O silêncio é a melhor via de comunicação!

Perante a ausência de sentido, a tendência é para que as respostas e o sentido comecem a fluir naturalmente, sem que estejamos a procurar. Mensagens, sinais, uma ajuda aqui, outra ajuda ali, pessoas que parecem estar à hora certa no local certo, ou nalguns casos, para quem vê e ouve mais além, encomendas mais diretas, sem intermediários :).

Em caso de falta de fé…. AGUARDE!!! Deixe o sistema (auto)regenerar-se e entregue-se ao Universo.

Essa ENTREGA é por si só, um ato de fé!

Texto e fotografias: Rute Violante

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *